Início » Saiba tudo sobre a História de Ló e quem foi Ló na Bíblia!

Saiba tudo sobre a História de Ló e quem foi Ló na Bíblia!

    Quer saber mais sobre a história de Ló, sobre sua família e sobre os acontecimentos que marcaram sua vida? Quer entender de forma mais profunda o que deixou esse personagem tão conhecido da Bíblia? Então você está no lugar certo! Fique por aqui e confira todas as informações sobre a história Ló!

    Dá uma olhada no que você vai encontrar aqui:

    Quem foi Ló?

    Ló foi um personagem bíblico do Antigo Testamento. Ele é o ancestral dos moabitas e amonitas, povos vizinhos da antiga Israel. Ele era filho de Harã e sobrinho de Abraão.

    Ló foi um homem muito rico. Naquela época a riqueza de uma pessoa era medida pela quantidade de gado, escravos, ouro e prata que possuía, por isso Ló era considerado um homem com muitos bens.

    Gênesis 13:5
    Ló, que acompanhava Abrão, também possuía rebanhos e tendas.

    Significado do seu nome

    Qual o significado do nome Ló?

    Ló (também conhecido por Lot, Hebraico: לוֹט, Moderno Lot Tiberiano Lôṭ ; “véu”, “cobertura”, “escondido”, “coberto”.

    Qual a descendência de Ló

    Ele era filho de Harã, irmão mais novo de Abraão, portanto sobrinho do patriarca. Ló era casado e tinha duas filhas, mas não foram encontrados relatos sobre seus nomes na Bíblia.

    Árvore Genealógica de Ló. Fonte da imagem: Wikipedia

    Conheça a história de Ló

    Sua história é contada no livro a partir do livro de Gênesis, nos capítulos 11-14 e 19. Como já citado, Ló era sobrinho de Abraão, e seu pai se chamava Harã, morreu antes da família sair de Ur dos Caldeus, local onde moravam.

    Sendo assim, Abraão decidiu levar Ló em suas jornadas. Então, ao lado de seu tio, se tornou rico, acumulou muitos bens, tanto que os rebanhos dos dois aumentaram tanto que tiveram que se separar, porque havia começado uma briga entre os seus pastores do rebanho, como citado nessa passagem:

    Gênesis 13:6-7
    E não podiam morar os dois juntos na mesma região, porque possuíam tantos bens que a terra não podia sustentá-los.
    Por isso surgiu uma desavença entre os pastores dos rebanhos de Abrão e os de Ló. Nessa época os cananeus e os ferezeus habitavam aquela terra.

    Abraão deixou Ló escolher qual caminho seguir dizendo que quando Ló escolhesse, ele iria na direção oposta. Ló decidiu ir na direção do Mar Morto perto de Sodoma e Gomorra, região famosa pelos pecados dos seus moradores, pois Ló viu que no vale do Rio Jordão a terra era fértil e bonita, boa para a criação dos seus rebanhos.

    Assim foi feito e então eles se separaram, Abraão ficou em Canaã, conforme nos mostra o versículo a seguir:

    Gênesis 13: 8,9 e 10
    E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti, e entre os meus pastores e os teus pastores, porque somos irmãos.
    Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; e se escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, eu irei para a esquerda.

    Leia também:

    Para onde Ló foi?

    Assim que se separou de seu tio Abraão, Ló partiu em direção a Sodoma. Chegando lá ele percebeu que o povo de Sodoma era extremamente mau e perverso , ele ficava profundamente aflito todos os dias vendo a maldade explícita presente naquela cidade.

    Parece realmente que isso realmente o entristecia. Ló não se sentia bem com a situação e por ser estrangeiro não podia fazer nada. Sodoma se tornou motivo de aflição para Ló, conforme citado nessa passagem:

    2 Pedro 2: 7,8
    Mas livrou Ló, homem justo, que se afligia com o procedimento libertino dos que não tinham princípios morais (pois, vivendo entre eles, todos os dias aquele justo se atormentava em sua alma justa por causa das maldades que via e ouvia).

    Depois que Ló se estabeleceu na cidade houve uma guerra entre os reis de Sodoma e Gomorra e outras cidades se rebelaram contra o rei Quedorlaomer conforme relatado nessa passagem:

    Gênesis 14:8-11
    Então os reis de Sodoma, de Gomorra, de Admá, de Zeboim e de Belá, que é Zoar, marcharam e tomaram posição de combate no vale de Sidim, contra Quedorlaomer, rei de Elão, contra Tidal, rei de Goim, contra Anrafel, rei de Sinear, e contra Arioque, rei de Elasar. Eram quatro reis contra cinco.
    Ora, o vale de Sidim era cheio de poços de betume e, quando os reis de Sodoma e de Gomorra fugiram, alguns dos seus homens caíram nos poços e o restante escapou para os montes.

    Nessa disputa o rei Quedorlaomer venceu e então saqueou as cidades de Sodoma e Gomorra.

    Como Ló morava em Sodoma, ele foi levado entre os prisioneiros. Veja:

    Gênesis 14:12
    Levaram também Ló, sobrinho de Abrão, e os bens que ele possuía, visto que morava em Sodoma.

    Assim que soube disso, seu tio Abraão juntou seus guerreiros e foram ao ataque contra o exército inimigo. Felizmente ele conseguiu vencer essa batalha e salvou Ló e todos os prisioneiros, veja a passagem:

    Gênesis 14: 14-16
    Quan­do Abrão ouviu que seu parente fora levado prisioneiro, mandou convocar os trezen­tos e dezoito homens treinados, nascidos em sua casa, e saiu em perseguição aos inimigos até Dã.
    Atacou-os durante a noite em grupos, e assim os derrotou, perse­guindo-os até Hobá, ao norte de Damasco. Recuperou todos os bens e trouxe de volta seu parente Ló com tudo o que possuía, com as mulheres e o restan­te dos prisioneiros.

    Assim, Ló voltou para Sodoma.

    Conheça Sodoma e Gomorra

    Essas cidades segundo relatos bíblicos registrados no livro de Gênesis, foram destruídas pelo juízo de Deus por causa da terrível depravação de seus habitantes.

    Os sodomitas e os cidadãos de Gomorra como eram chamados, são citados na Bíblia pela forma com que transgrediram a Lei de Deus, fazendo assim que provocassem sua ira a ponto de destruí-lá.

    Gênesis 13:13
    Ora, os homens de Sodoma eram extremamente perversos e pecadores contra o Senhor.

    As cidades de Sodoma e Gomorra são listadas entre as cidades que “se ajuntaram no vale de Sidim” são geralmente conhecidas como “as cidades da planície”. Havia também outras cidades próximas delas, como a de Admá, Zeboim e Zoar (ou Bela).

    Por esses motivos, a Bíblia relata que Deus então decide destruir as cidades de Sodoma e Gomorra devido a tanta imoralidade e transgressões.

    Gênesis 19:12
    As acusações feitas ao Senhor contra este povo são tantas que ele nos enviou para destruir a cidade.

    A decisão de Deus sobre a cidade

    Sem dúvidas esse é um episódio marcante da história de Ló, ouso dizer da trágica história de Ló, porque depois de sobreviver e ter um grande livramento de uma catástrofe como a destruição da cidade aonde morava, ele ainda vive a perda de sua mulher por causa da própria desobediência dela.

    Vamos entender como foi isso.

    No livro de Gênesis 18:20, vemos um diálogo do Senhor Deus com seu servo Abraão. Sabendo da decisão que Deus havia tomado Abraão tenta fazer com que o Senhor se lembre de Ló, seu sobrinho.

    Que privilégio de Abraão! Na leitura vemos o próprio Deus respondendo a ele, como uma conversa direta e objetiva! Olha que demais:

    Gênesis 18:20-33
    Disse-lhe, pois, o Senhor: “As acusações contra Sodoma e Gomorra são tantas e o seu pecado é tão grave que descerei para ver se o que eles têm feito corresponde ao que tenho ouvido. Se não, eu saberei”.
    Os homens partiram dali e foram para Sodoma, mas Abraão permaneceu diante do Senhor.

    Abraão aproximou-se dele e disse: “Exterminarás o justo com o ímpio?
    E se houver cinqüenta justos na cidade? Ainda a destruirás e não pouparás o lugar por amor aos cinqüenta justos que nele estão?
    Longe de ti fazer tal coisa: matar o justo com o ímpio, tratando o justo e o ímpio da mesma maneira. Longe de ti! Não agirá com justiça o Juiz de toda a terra? “
    Respondeu o Senhor: “Se eu encontrar cinqüenta justos em Sodoma, pouparei a cidade toda por amor a eles”.
    Mas Abraão tornou a falar: “Sei que já fui muito ousado a ponto de falar ao Senhor, eu que não passo de pó e cinza.
    Ainda assim pergunto: E se faltarem cinco para completar os cinqüenta justos? Destruirás a cidade por causa dos cinco? ” Disse ele: “Se encontrar ali quarenta e cinco, não a destruirei”.
    “E se encontrares apenas quarenta? “, insistiu Abraão. Ele respondeu: “Por amor aos quarenta não a destruirei”.
    Então continuou ele: “Não te ires, Senhor, mas permite-me falar. E se apenas trinta forem encontrados ali? ” Ele respondeu: “Se encontrar trinta, não a destruirei”.
    Prosseguiu Abraão: “Agora que já fui tão ousado falando ao Senhor, pergunto: E se apenas vinte forem encontrados ali? ” Ele respondeu: “Por amor aos vinte não a destruirei”.
    Então Abraão disse ainda: “Não te ires, Senhor, mas permite-me falar só mais uma vez. E se apenas dez forem encontrados? ” Ele respondeu: “Por amor aos dez não a destruirei”.
    Tendo acabado de falar com Abraão, o Senhor partiu, e Abraão voltou para casa.

    E assim aconteceu, os dois anjos foram para a cidade e lá encontraram com Ló. Assim que viu os dois homens ele os convidou para passar a noite em sua casa.

    Mas, antes de irem dormir, todos os homens da cidade se juntaram à porta da casa de Ló e exigiram que ele entregasse os visitantes para terem relações com eles.

    Esses homens estavam tão pervertidos que queriam abusar dos forasteiros, tamanha era a imoralidade daquele povo! Confira a passagem bíblica:

    Gênesis 19:4-5
    Ainda não tinham ido deitar-se, quando todos os homens de toda parte da cidade de Sodoma, dos mais jovens aos mais velhos, cercaram a casa.
    Chamaram Ló e lhe disseram: “Onde estão os homens que vieram à sua casa esta noite? Traga-os para nós aqui fora para que tenhamos relações com eles”.

    A hospitalidade daquela época era muito diferente e tinha uma grande importância, por isso um hospedeiro não deveria deixar que nada de ruim acontecesse aos seus hóspedes. Veja alguns versículos sobre isso:

    1 Pedro 4:9-10
    Sendo hospitaleiros uns para os outros, sem murmurações. Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.

    Romanos 12:10-13
    Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, […] compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade.

    Por isso, sendo levado em consideração a importância da hospitalidade, Ló ofereceu suas próprias filhas no lugar dos visitantes, no seu desespero.

    Mas os homens não aceitaram e decidiram atacar Ló e entrar na casa à força. Então, os dois anjos feriram os homens de cegueira e contaram a Ló o plano do Senhor de destruir aquela cidade. Conforme citado abaixo:

    Gênesis 19:9-11
    Saia da frente!“, gritaram. E disseram: “Este homem chegou aqui como estrangeiro, e agora quer ser o juiz! Faremos a você pior do que a eles“. Então empurraram Ló com violên­cia e ­avançaram para arrombar a porta. Nisso, os dois visitantes agarraram Ló, puxaram-no para dentro e fecharam a porta. De­pois feriram de cegueira os homens que estavam à porta da casa, dos mais jovens aos mais velhos, de manei­ra que não conse­guiam encontrar a porta.

    Como a mulher de Ló virou estátua de sal?

    Após ouvir dos anjos que Deus iria destruir a cidade, Ló avisa sua mulher e suas duas filhas, elas estavam prometidas em casamento mas os pretendentes não acreditaram nisso, portanto os anjos levaram apenas Ló, sua esposa e suas filhas como está citado aqui:


    Gênesis 19:16-17
    Tendo ele hesitado, os homens o agarraram pela mão, como também a mulher e as duas filhas, e os tiraram dali à força e os deixaram fora da cidade, porque o Senhor teve misericórdia deles. Assim que os tiraram da cidade, um deles disse a Ló: “Fuja por amor à vida! Não olhe para trás e não pare em lugar nenhum da planície! Fuja para as montanhas, ou você será mor­to!“

    A única regra a ser seguida era essa: “não olhar para trás”, mas a mulher de Ló não obedeceu e olhou pra trás, se transformando instantaneamente em uma estátua de sal.

    Gênesis 19:26
    Mas a mulher de Ló olhou para trás e se transformou numa coluna de sal.

    Então conforme havia falado o Senhor Deus destruiu as cidades de Sodoma e Gomorra com fogo que vinha do céu e enxofre:

    Gênesis 19: 24-25
    Então o Senhor, o próprio Senhor, fez chover do céu fogo e en­xofre sobre Sodoma e Gomorra. Assim ele destruiu aquelas cidades e toda a planície, com todos os habitantes das cidades e a vegetação.

    Então Ló seguiu em frente e foi para a cidade de Zoar para escapar da destruição. Ele ficou com medo de morar lá e foi se esconder com suas filhas em uma caverna nas montanhas, conforme diz no versículo 30 do capítulo 19 de Gênesis:

    Gênesis 19:30
    Ló partiu de Zoar com suas duas filhas e passou a viver nas montanhas, porque tinha medo de permanecer em Zoar. Ele e suas duas filhas ficaram morando numa caverna.

    Esse foi o momento que suas filhas tomaram uma atitude drástica vendo a situação em que se encontravam, pois, naquela época uma mulher que não tivesse a proteção do seu pai, do seu esposo ou de seu filho, se tornava muito vulnerável e sem perspectivas.

    Estando elas morando em uma caverna, vendo seu já pai idoso, sem terem homens jovens ali, elas decidem fazer algo trágico: embriagar seu pai Ló e se deitar com ele.

    Ló estava tão embriagado que não se lembrou de nada! Dessa forma suas duas filhas cometeram um incesto e ficaram grávidas do próprio pai.

    Primeiro foi a mais velha, na noite seguinte a mais nova, como relatado aqui:

    Gênesis 19:31-33
    Um dia, a filha mais velha disse à mais jovem: “Nosso pai já está velho, e não há ho­mens nas redondezas que nos possuam, segundo o costume de toda a terra. Vamos dar vinho a nosso pai e então nos deitaremos com ele para preservar a sua linhagem.” Naquela noite, deram vinho ao pai, e a filha mais velha entrou e se deitou com ele. E ele não percebeu quando ela se deitou nem quan­do se levantou.

    E assim elas tiveram seus filhos. O da mais velha se chamou Moabe e o da mais nova foi chamado de Ben-Ami. Esses homens se tornaram patriarcas de dois grandes povos: os moabitas e os amonitas.

    Muitos anos depois esses dois povos se tornaram inimigos de Israel, do povo israelita, os descendentes de Abraão. Que situação triste! Veja a passagem que mostra isso:

    Deuteronômio 23:3-6
    Nenhum amonita ou moabita ou qualquer dos seus descendentes, até a décima geração, poderá entrar na assembléia do Senhor. Pois eles não vieram encontrar-se com vocês com pão e água no caminho, quando vocês saíram do Egito; além disso convocaram Balaão, filho de Beor, para vir de Petor, na Mesopotâmia[a], para pronunciar maldição contra vocês. No entanto, o Senhor, o seu Deus, não atendeu Balaão, e transformou a maldição em bênção para vocês, pois o Senhor, o seu Deus, os ama. Não façam um tratado de amizade com eles enquanto vocês viverem.

    Conclusão e ensinamentos

    Os fatos e acontecimentos citados nessa história nos trazem muitos ensinamentos. A história de Ló tem altos e baixos e também nos mostra o quanto a presença do seu tio Abraão foi importante em sua vida.

    Abraão o livrou do cativeiro e cuidou dele quando seu pai morreu. Ao seu lado, Ló construiu riquezas. Mas, no momento que se afastou do seu tio, as coisas não foram tão bem em sua vida.

    Também vemos que quando Abraão clamou a Deus, Ló foi livrado da destruição de Sodoma e Gomorra.

    Isso nos lembra o texto:

    Tiago 5:16
    Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.

    Consulte sempre a Bíblia para tirar suas conclusões se baseando em sua Palavra. Ela com certeza lhe dará mais clareza para entender o que o Senhor quer falar através da história de Ló.

    Gostou do texto? Ele foi útil pra você? Comente aqui nos comentários o que achou!

    Até a próxima!

    Load more