Pular para o conteúdo
Início » Dicionário » C » Carvalho do Áugure

Carvalho do Áugure na Bíblia. Significado e Versículos sobre Carvalho do Áugure

Carvalho do Áugure

Se traduzirmos o verbo hebraico `onen, “praticar augúrio”, deveríamos em Juízes 9.37 render “o carvalho de Meonemm” como “o carvalho dos áugures” como na Versão Revista, margem, pois a última palavra é simplesmente o particípio do mesmo verbo e significa “alguém que pratica augúrio”, embora haja alguma dúvida quanto à exata conotação da palavra.

A Versões Inglesas da Bíblia fazem deste substantivo o nome de um lugar; mas nenhum lugar assim é conhecido e a derivação e forma da palavra são claras e certas. Temos uma frase similar igualmente mal interpretada pelos nossos tradutores em Gênesis 12.6 onde o “carvalho de Moreh” deveria ser “o carvalho” (ou “terebinto?”) “do adivinho” ou “áugure”, pois moreh também é um particípio = “alguém que ensina” ou “dirige”.

Provavelmente a mesma árvore é mencionada, já que em cada caso a vizinhança é a de Siquém. O culto às árvores, ou melhor, a divindade supostamente fazendo delas sua morada, tem prevalecido amplamente.

Em Juízes 9.6 lemos sobre uma “matstsebhah, árvore de carvalho”:

a árvore com um altar no qual sacrifícios eram oferecidos. As árvores de carvalho de Gênesis 12.6 e de Juízes 9.37, se duas árvores distintas são mencionadas, seriam árvores que os Cananeus tinham o costume de consultar: daí o nome.

T. Witton Davies

Orr, James, M.A., D.D. Editor Geral. “Entrada para ‘CARVALHO DO ÁUGURE'”. “Enciclopédia Bíblica Padrão Internacional”. 1915.