Início Dicionário A Arbusto

Arbusto – Dicionário Bíblico de Easton

2 min de leitura

Arbusto

No qual Jeová apareceu a Moisés no deserto (Êxodo 3.2; Atos 7.30). É difícil dizer que tipo particular de planta ou arbusto é mencionado aqui. Provavelmente era a mimosa ou acácia. As palavras “no arbusto” em Marcos 12.26; Lucas 20.37, significam “na passagem ou parágrafo sobre o arbusto”, ou seja, em Êxodo 3

Easton, Matthew George. “Entrada para Arbusto”. “Dicionário da Bíblia de Easton”.

Arbusto – Dicionário Bíblico de Smith

Arbusto.

A palavra hebraica seneh ocorre apenas naquelas passagens que se referem à aparição de Jeová a Moisés “na chama de fogo no arbusto”. (Êxodo 3.2 Êxodo 3.3 Êxodo 3.4; Deuteronômio 33.16) É completamente impossível dizer qual tipo de arbusto com espinhos é indicado; mas provavelmente era a acácia, uma pequena variedade da árvore shittim encontrada na região do Sinai.

[E] indica que esta entrada também foi encontrada no Dicionário Bíblico de Easton

Smith, William, Dr. “Entrada para ‘Arbusto’”. “Dicionário Bíblico de Smith”. 1901.

Arbusto – Enciclopédia Internacional da Bíblia Padrão

Arbusto

Arbusto: (1) (ceneh, Êxodo 3.2-4; Deuteronômio 33.16; batos, Marcos 12.26; Lucas 6.44, “arbusto de espinhos”; Atos 7.30,35. Todas as referências do Antigo Testamento e as referências do Novo Testamento, exceto Lucas 6.44, são para o mesmo “arbusto”, ou seja, o “arbusto ardente” de Moisés).

A partir de sua etimologia, ceneh claramente denota uma planta “com espinhos”, assim como o correspondente batos na Septuaginta e no Novo Testamento. Nas versões latinas, rubus, isto é, “silva”, é usado como equivalente.

Várias variedades de silva florescem na Palestina, das quais a mais comum é o Rubus discolor, mas esta não é uma planta indígena no Sinai. É afirmado por Post que um arbusto desta planta foi plantado pelos monges do Convento de Santa Catarina no Sinai na parte traseira da “Capela do Arbusto Ardente”.

Apesar da tradição, há pouca dúvida de que o “arbusto ardente” de Moisés deve realmente ter sido um arbusto de uma das várias acácias espinhosas, ou plantas afins, indígenas na península do Sinai.

(2) (siach “planta”, Gênesis 2.5; “arbusto”, Gênesis 21.15; “mato”, João 30.4,7). Na primeira referência, qualquer tipo de planta pode ser entendido, mas nas outras passagens a referência é aos arbustos baixos ou mato, como os encontrados no deserto.

(3) (nahalolim, na Versão King James “arbustos”, na Versão Revisada (Britânica e Americana) PASTURE, à margem “arbustos”, Isaías 7.19). O significado parece ser, antes, um lugar para aguar rebanhos, a raiz árabe correspondente nahal, tendo o significado de “saciar a sede”, e o substantivo correspondente de lugar, manhal, significando um local para encher de água no deserto.

E. W. G. Masterman

Orr, James, M.A., D.D. Editor geral. “Entrada para ‘ARBUSTO’”. “Enciclopédia Internacional da Bíblia Padrão”. 1915.

Faça um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários

Artigos Relacionados