Início Dicionário A Antílope

Antílope na Bíblia. Significado e Versículos sobre Antílope

3 min de leitura

Antílope

Um antílope (RV; a versão King James “boi selvagem,” te’o (Deuteronômio 14.5), e “touro selvagem,” to (Isaías 51.20)); orux: A gazela-dorcas (Gazella dorcas) é amplamente distribuída na Síria, Palestina e Arábia.

A recentemente descoberta gazela de Merrill (Gazella Merrilli) habita o país montanhoso perto de Jerusalém e não é comumente distinguida da gazela-dorcas. Provavelmente o único outro antílope dentro desta faixa é o órix-árabe (Oryx beatrix).

Tristram cita duas espécies africanas (o antílope-bubalino, Bubalis mauretanica, e o adax, Addax nasomaculatus) como existentes na península do Sinai, no sul da Palestina e na Arábia, mas ele não coletou espécimes de nenhum dos dois e provavelmente foi induzido ao erro por declarações dos árabes que em ambos os casos realmente se referiam ao órix.

O único naturalista que penetrou no noroeste da Arábia é o Sr. Douglas Carruthers, que foi em 1909 em uma expedição de coleta para o Colégio Protestante Sírio em Beirute, seu objetivo sendo obter o órix e quaisquer outros grandes antílopes que pudessem ser encontrados lá.

Através de observação e repetidas perguntas, ele se convenceu de que nem o adax nem o antílope-bubalino são encontrados na Arábia. Tristram diz que o adax é chamado maha’ e o antílope-bubalino baqar-ul-wachsh, ambos os nomes são de fato usados pelos árabes para o órix, que também segundo Doughty é chamado wadichah.

Tsebhi na lista de animais limpos em Deuteronômio 14.5 (a versão King James “gamo”; a versão revisada (britânica e americana) “gazela”) é certamente gazela, árabe zabi, então é bastante possível que te’o possa ser o órix. É notável que seja traduzido como órix (orux) na Septuaginta.

Deve-se ter em mente que re’m ou re’em, traduzido como “unicórnio” na versão King James e “boi selvagem” na versão revisada (britânica e americana), pode talvez também ser o órix. Que o órix seja chamado por dois nomes na Bíblia não deve ser considerado estranho, tendo em vista a indefinição das ideias semitas de história natural, que é diretamente evidenciada pelos três nomes agora usados para este animal pelos árabes.

A forma ligeiramente diferente [to’] (a versão King James “touro selvagem”; a versão revisada (britânica e americana) “antílope”) encontrada em Isaías 51.20 (“Teus filhos desmaiaram, eles jazem à cabeça de todas as ruas, como um antílope numa rede”) pode muito bem se referir ao órix como a qualquer outro animal.

Apoie Nosso Trabalho

Faça agora uma contribuição para que possamos continuar espalhando a palavra de Deus. Clique no botão abaixo:

Segundo Gesenius, a palavra é derivada do verbo ta’ah, “superar em corrida”, o que seria apropriado para este ou qualquer antílope.

A ilustração acompanhante é de uma fotografia de uma fêmea adulta de órix nos jardins zoológicos do Cairo, que tem 35 polegadas de altura no ombro e cujos chifres têm 21 polegadas de comprimento. Um macho adulto mede 40 polegadas nos ombros – Isaías 59 polegadas da ponta do nariz à raiz da cauda, e os chifres mais longos conhecidos medem 27 1/4 polegadas.

A cor é puramente branca com marcas marrom-escuras ou pretas. É um animal poderoso e seus chifres podem infligir ferimentos perigosos. Habita os desertos da Arábia e suas patas notavelmente grandes parecem bem adaptadas para atravessar as areias.

Alimenta-se de gramíneas e de certas raízes suculentas, e os beduínos declaram que nunca bebe. Sob seu nome de maha’ é celebrado na poesia árabe pela beleza de seus olhos. Compare a “deusa Hera de olhos de boi” homérica (Boopis potnia Ere).

Baqar-ul-wachsh, o nome mais comumente usado pelos beduínos, significa “vaca selvagem” ou “boi selvagem”, que é idêntico à tradução de te’o na versão King James.

Alfred Ely Day

Apoie Nosso Trabalho

Faça agora uma contribuição para que possamos continuar espalhando a palavra de Deus. Clique no botão abaixo:

Faça um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários